Grupo RL

Notícias na General Osório

Listando: 6 à 10 de 1259
YAMAHA EM RITMO ACELERADO NO PROJETO DE MOTOR TURBO

Fabricante japonesa parece estar trabalhando no desenvolvimento de um protótipo a partir da MT-10 com propulsor três cilindros turbinado

Parece que os técnicos da fabricante japonesa Yamaha podem estar debruçados sobre a prancheta para acelerar o desenvolvimento de um futuro projeto de uma motocicleta com motor sobrealimentado com sistema turbo.

As primeiras informações que surgiram na imprensa europeia apontam que um protótipo de moto com turbo já está sendo trabalhado com base na plataforma da MT-10 equipada com motorização três cilindros da MT-09.

A expectativa dos engenheiros com essa montagem é conseguir com um motor menor de três cilindros turbinado números equivalentes aos do propulsor maior de quatro cilindros, especialmente, em termos de potência.

Mas o estudo vai além: a solução turbo é muito interessante também porque permite aos motores trabalhar de forma mais limpa, sendo capazes de produzirem maior potência com menos emissões de poluentes.

O grande desafio, porém, é descobrir a melhor posição para instalação e calibração do sistema turbo para alcançar os melhores resultados possíveis em termos de potência, consumo e emissões.

A tarefa não é fácil, mas o motor turbo não é necesseriamente uma novidade para a marca dos três diapasões, pois os snowmobiles (veículos para neve) da linha Genesis já contam com motorização três cilindros turbo de 998 cm³ e potência na faixa de 200 cavalos.

REGULARIZAÇÃO DA CNH PODE SER INICIADA ON-LINE EM SP; SAIBA COMO

Recurso é novidade implantada pelo Detran.SP para que motociclistas iniciem processo de cumprimento da suspensão sem ter que sair de casa

Em meio à pandemia da covid-19, que volta a apresentar aumento nos casos em todo o estado de São Paulo – o governo estadual recolocou o estado na fase amarela do plano de reabertura, restringindo horários e algumas atividades – o Detran.SP anuncia mais um recurso para facilitar a vida de motociclistas e demais condutores com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa.

A partir de agora, é possível dar início ao cumprimento da suspensão da CNH através do site ou do aplicativo do Poupatempo, dispensando a necessidade de comparecer a uma das unidades do Detran.SP ou do Poupatempo para entregar a CNH.

Depois de solicitar pelas vias digitais o início da suspensão, o sistema leva no máximo 12 horas para processar o pedido do bloqueio no prontuário do condutor e já inclui as datas de início e fim do cumprimento da penalidade.

Após o cumprimento da suspensão e realização de curso e prova de reciclagem, o desbloqueio no sistema é feito de forma automática e se a CNH ainda estiver dentro da validade, o condutor pode voltar a pilotar com o mesmo documento. Se a CNH tiver vencido, a renovação simplificada é necessária - o processo também pode ser realizado pelo site ou pelo aplicativo do Poupatempo.

“Estamos empenhados nesse processo de transformação digital do Detran.SP e a sinergia com o Poupatempo é um casamento perfeito”, disse o presidente do Detran.SP, Ernesto Mascellani Neto.

Confira o passo a passo para o início do cumprimento da suspensão da CNH:
O serviço está disponível no portal – www.poupatempo.sp.gov.br – ou aplicativo Poupatempo Digital. Para selecioná-lo, basta acessar o campo de “CNH”, depois “suspensão, cassação e reabilitação” e, por fim, clicar em “início de cumprimento da suspensão”. Para dar sequência, o cidadão precisará informar os dados pessoais como nome, CPF, e-mail, telefone e número da carteira de habilitação.

Suspensão da CNH
A suspensão acontece quando o motorista atinge 20 pontos ou mais de penalização dentro do período de um ano ou no caso de cometer alguma infração que por si só gere a suspensão da CNH. Assim que notificado sobre a suspensão, o motorista pode apresentar uma defesa em relação às multas que constam em seu nome. Se o pedido for indeferido ou caso a defesa não seja apresentada, o motorista terá sua carteira suspensa pelo período aplicado no processo administrativo.

O condutor deve acessar o portal (www.poupatempo.sp.gov.br) ou aplicativo Poupatempo Digital para selecionar a opção e dar início ao procedimento. Depois, ele deverá comparecer a um Centro de Formação de Condutores (CFCs/autoescolas) para realização do curso e prova de reciclagem.

Modelo, lançado inicialmente para o mercado indiano, já havia sido confirmado também para os EUA; fabricante deve trazer novidade para o Brasil em 2021

A Royal Enfield Meteor 350 começa a ganhar o mundo. No mês passado, a fabricante confirmou que o modelo desembarca nos Estados Unidos em 2021 e agora a sucessora da Thunderbird 350 também foi anunciada para a Europa.

Assim como na Índia e nos Estados Unidos, a Royal Enfield Meteor 350 anunciada para o Velho Continente será vendida nas mesmas três versões já conhecidas: Fireball, Stellar e Supernova.

O motor, já atualizado para as normas Euro 5 de emissões de poluentes, equipa todas as versões e mantém os números apresentados na estreia: o monocilíndrico de 349 cm³ de cilindrada entrega 20 cv de potência máxima a 6.100 giros e 2,76 kgf.m a 4 mil rotações por minuto. A transmissão é de cinco velocidades.

Independentemente da versão, a Meteor 350 europeia, assim como as da Índia e dos EUA, vai contar com o sistema Tripper de navegação curva a curva, talvez o item que mais chama a atenção na novidade da Royal Enfield.

Desenvolvido em parceria com o Google Maps, o recurso funciona em conjunto com o aplicativo da Royal Enfield para smartphones. Após selecionar o destino desejado no aparelho, que deve estar conectado com a moto através do Bluetooth, um mostrador dedicado ao Tripper, localizado ao lado do velocímetro, vai mostrando cada curva que o motociclista precisa fazer para seguir no caminho.

A Meteor 350, vale lembrar, é equipada ainda com freios ABS nas duas rodas – aro 19 na dianteira e 17 na traseira – tem tanque de combustível de 15 litros e o assento está a 765 mm do solo.

O preço inicial da versão Fireball é de € 4.099, cerca de R$ 25.240 em conversão direta. A versão intermediária, Stellar, parte de € 4.189 (R$ 25.790), enquanto a Supernova parte de € 4.279 (R$ 26.350).

Após a expansão para Estados Unidos e Europa, resta saber quando a Meteor 350 desembarca exatamente no Brasil. Segundo a fabricante, o modelo chega em 2021, mas ainda não se sabe exatamente quando e nem os valores que serão praticados por aqui.

BMW S 1000 R É ATUALIZADA E HERDA CONCEITOS DA S 1000 RR

Naked também abandona farol dianteiro assimétrico e adota balança traseira que estreou na nova geração da superesportiva

No fim de novembro, a BMW Motorrad revelou oficialmente a nova geração da S 1000 R, naked baseada na S 1000 RR. Como a superesportiva já havia sido atualizada no final de 2019, faltava a S 1000 R passar pelas atualizações, o que acontece agora.

Visualmente, houve uma reformulação e o principal destaque está no novo farol dianteiro, que deixa para trás o formato assimétrico - mesmo caminho seguido pela nova geração da S 1000 RR. O sistema de iluminação, aliás, é full LED.

Em termos de motor, assim como aconteceu com a superesportiva, a S 1000 R mantém a arquitetura. São quatro cilindros em linha e 999 cm³ de cilindrada, mas que na naked entrega menos potência: são 165 cv a 11 mil giros, contra os 207 cv a 13.500 giros da S 1000 RR.

O torque máximo praticamente se mantém o mesmo, mas chega mais cedo. Se na superesportiva são 11,52 kgf.m a 11 mil rotações por minuto, na naked são 11,6 kgf.m a 9.250 giros. A S 1000 R, porém, não conta com o ShiftCam, o comando variável da fabricante alemã.

Na área da eletrônica, a nova S 1000 R conta com controle de tração e freios ABS atuantes em curvas, além de três modos de pilotagem – rain, road e dynamic. Os modos de pilotagem Pro são oferecidos como opcional e incluem ainda ajuste eletrônico dos freios e de nível de freio motor, entre outros benefícios.

O chassi também é novo e ajuda na redução de peso da nova S 1000 R, que tem peso seco de 199 quilos. O conjunto de suspensão é composto por garfo invertido na dianteira e balança monoamortecida na traseira.

A balança, aliás, é um dos destaques da novidade: a naked utiliza a mesma peça que estreou na S 1000 RR, com formato invertido e posicionamento vertical do amortecedor. Tal filosofia de balança geralmente é vista somente em motos de competição. Segundo a BMW, a peça nesse formato oferece respostas mais sensíveis e mais aderência para a roda traseira.

Outro item herdado da S 1000 RR foi o painel TFT, de 6,5 polegadas. A S 1000 R também conta com o pacote opcional M, que reduz o peso da moto em até 4,8 quilos.

A nova S 1000 R chega às lojas no exterior em 2021 e tem preço inicial em € 14.800, cerca de R$ 92.860 em conversão direta.

RUMOR: HONDA PODE LANÇAR VERSÃO SCRAMBLER DA HNESS CB 350

Além de versões Café Racer e RS, fabricante pode colocar no mercado mais uma versão para o modelo, revelado para o mercado indiano mais cedo neste ano

A Honda apresentou mais cedo neste ano a Hness CB 350, modelo direcionado para o mercado indiano para ser um concorrente direto da Royal Enfield Meteor 350, revelada no início do mês passado.

A Hness CB 350 é equipada com um monocilíndrico de 348 cm³ de cilindrada, que entrega 21 cv a 5.500 giros e torque máximo de 3,05 kgf.m a 3 mil rotações por minuto, com transmissão de cinco velocidades.

O modelo foi lançado com itens que geralmente não se via em motos nessa faixa de cilindrada, como iluminação full LED, controle de tração e a possibilidade de conectar um smartphone via bluetooth.

Pouco tempo após apresentar a novidade, rumores oriundos da imprensa indiana diziam que a fabricante já planejava versões adicionais da Hness CB 350 – uma café racer e uma RS, para ser mais exato.

Parece, no entanto, que a Honda não deve parar por aí. Agora é a Young Machine, publicação japonesa que tradicionalmente conta com boas fontes no mercado local, que traz um novo rumor sobre a Hness CB 350.

De acordo com a Young Machine, a novidade da Honda pode ganhar uma versão scrambler além das já citadas anteriormente. A publicação, que como de costume fez uma montagem imaginando como seria a H’ness CB 350 scrambler, diz que a novidade deve ser lançada após a estreia da versão standard no Japão, o que deve acontecer no primeiro semestre de 2021. O que será que vem por aí?

Listando: 10 de 1259

Anuncie

Sobre o Portal da General Osório

O Portal da General Osório foi lançado em 01 de janeiro de 2002, tendo como objetivo principal a divulgação de empresas e produtos comercializados na região da rua General Osório (boca das motos) no centro da cidade de São Paulo, focando-se principalmente em produtos voltados para a área de Motociclismo.